segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Resenha - Todos os meus amigos são Super-Heróis - Andrew Kaufman

Fala pessoal hoje era para ter a resenha de outro livro, porém, como faz tempo que eu li, eu já esqueci de praticamente tudo. Mas, durante essa semana eu vou reler o livro para fazer na próxima segunda uma resenha mais completa.


Informações do livro: 


Editora: LeYa.

Páginas: 176.
Autor: Andrew Kaufman,
Título Original: All my friends are Superheroes.





Sinopse:



Existem aproximadamente 249 super-heróis na cidade de Toronto. Tom não é um super-herói, mas conhece vários: O Anfíbio, A Pilha de Nervos, A Bronca, O Homem Impossível, O Minigigante, Daquiapouco, A Doma-Rapaz, dentre outros. Tom casou-se com uma super-heroína, A Perfeccionista, cujo poder é tornar tudo perfeito. No dia do casamento, Hipno, supervilão e ex-namorado de Perfeccionista, hipnotizou-a: Tom ficou invisível, mas somente aos olhos dela. Depois de dois meses sem notar o marido, a Perfeccionista está prestes a pegar um avião para recomeçar a vida em Vancouver.

É a partir de uma bela história de amor que Todos os Meus Amigos São Super-Heróis constrói um universo onde amizade, romance, profissões e cotidianos muito parecidos com os nossos ganham uma fina pátina de superpoder - ou mostra que superpoderes são apenas uma questão de ponto de vista. Tom está desesperado para que sua amada Perfeccionista volte a enxergá-lo e amá-lo. Como resolver isto sendo o único ser humano sem poderes nessa história?

Design:

Apesar de eu ter lido pelo celular, aplicativo da Kobo, a editora LeYa (como sempre) fez um ótimo trabalho nesse livro. Durante o livro temos algumas imagens espalhadas, o que a tempo eu não via e ficou super legal. Eu não sei dizer se a capa tem relevo ou se é brilhosa, mas que o livro esta super bonito, isso ninguém pode negar.



Enredo:

Esse foi o grande erro do autor. Apesar do livro ser curto e se passar em apenas algumas horas, com algumas partes onde o Tom volta no tempo para explicar como certas coisas aconteceram no passado, o autor teve grandes chances de se aprofundar na história, criar mais suspense, porém ele não faz isso, tanto que a história se torna uma "coadjuvante", dentro do livro. 

Personagens:


Um dos pontos mais interessantes do livro são os super-heróis. Não que eles tenham incríveis poderes, mas sim pelos seus "poderes". Eu acho que todo mundo que leu esse livro, percebeu uma coisa, ou mais do que uma: Os super-heróis do livro podem ser uma crítica a sociedade e até as pessoas ou o autor pode estar dizendo que todos somos super-heróis, ou que ninguém é. 

Pois temos alguns super-heróis que são muito sem sentido,  como o Sofazeiro e a Imitona. Eu acho que esses "super-heróis" são uma catada para dar um humor no livro que funcionou muito bem.

Porém, os personagens normais no livro são quase nada. Inclusive Tom o único normal, não foi nem um pouco explorado e eu não desenvolvi nenhum sentimento por ele.

Porém, durante a leitura eu comecei a ter a impressão de que muitos super-poderes são apenas   características  que se destacam em uma pessoa. No entanto, isso pelo que eu vi depende de cada pessoa.


Pontos Positivos:
  • Personagens
  • Humor.
Pontos negativos:


  • Enredo
  • Desenvolvimento.
  • Climax.
  • Personagens.


Vale a pena?


Isso depende de você. É uma história com um roteiro bem mais ou menos, então se você lê um livro muito pelo roteiro, não vai te agradar. Porém o livro tem varias tacadas engraçadas que podem fazer o livro valer a pena.

3,0.